quarta-feira, 27 de abril de 2016

RESENHA: ALICE NO PAÍS DO AMOR
 





Ficha técnica

Autora: Lucilla Guedes
Editora: Chiado
Ano: 2015
Gênero: romance, literatura nacional.
ISBN: 978-989-51-5143-1

Parece que ao ler o livro, eu relia meu diário secreto e pessoal que comecei a escrever quando meu corpo começou a modificar-se de menina para um corpo de mulher. Ah! Adolescência muitas vezes cruel, mas o livro me permitiu lembrar os meus sonhos de princesa que havia um príncipe que me resgatava... . Passava horas imaginando o rosto dele. Pois as atitudes eu já tinha determinado o que ele deveria fazer e agir, tendo a ousadia de criar umas regras, um manual de como agir comigo.
Nossa como Alice me fez reviver coisas tão puras e boas, mas também sofri, pois lembrei que a realidade não é tão simplista e nem tão bela. Mas assim como a Alice que foi ao país das maravilhas eu com este livro fui ao meu país secreto (de mim mesma), após tomar a poção voltei a minha realidade e ao olhar para os lados fui repleta de uma ternura gigantesca e uma sensação inenarrável que viver o drama amoroso da Alice e a forma como ela tira a venda dos olhos para olhar cara a cara a realidade, mesmo temendo.
Confesso que esta resenha foi escrita depois de muito meditar, e como ela melodramatiza tudo ao seu redor, não é direta vê o problema e o soluciona. Quantas vezes não culpamos, xingamos e não fazemos nossa parte para contribuir com a solução dos problemas? Quem era esse senso de norte para Alice sempre foi Alan, que no silencio sempre foi presente e participativo ao ponto de fazê-la ser uma pessoa melhor.
Porém o choque maior que deixa a nossa adorável e sonhadora Alice assustada é a forma como ela vê Max falar de afeto, sem afeto, do aborto que aconteceu com ausência de sentimentos e emoções. E o porquê da origem desta forma vulgar que ele achou para sobreviver com o caos afetivo que acontece com ele muito cedo. Como ela percebe que por não notar seus afetos sem mácaras e sem fantasias, ela deixa de perceber aos amigos a sua volta como estão não como foram um dia.
Quem não cometeu estes erros? A pureza e a sensibilidade de como a Alice se colocam sem pudores, trás sérios problemas, o que já na vida adulta é inaceitável porque num mundo cheio de não verdades, alguém sincero e transparente, além de ser usada e mal-entendida. Para mim foi revitalizam-te ler algo com que tenha tamanha doçura, como disse a Alice na declaração chamada: balsamo.
Sim! Este livro foi um balsamo que lavou a alma para prosseguir na jornada da vida. Venham conhecer a jornada de autoconhecimento de Alice, uma jornada longa, dura, mas que vale a pena fazer esta jornada com ela.
Vamos torcer para que a autora faça outras obras ligadas aos contos de fada e assim conhecermos outras “Alices”. Venham ao país das maravilhas de Alice criação de Guedes.




6 comentários:

  1. todo os sonhadores são assim basta uma leitura ai vamos nós,as vezes não sabemos qual é a realidade verdadeira escrevemos para outros mas vivemos o momento.
    Bem na mosca essa resenha assanha a curiosidade de um bom leitor.
    E É isso mesmo amanha outras Alice e a realidade dura e crua.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Melissa, pela resenha maravilhosa! Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. foi um prazer ler sobre a vida amorosa da alice ...

      Excluir